Get Adobe Flash player
Banner
Página Inicial Prêmiações

MATÉRIA PUBLICADA NA REVISTA SECURITY , DE AUTORIA DA JORNALISTA SANDRA CUNHA, FICA ENTRE OS VENCEDORES DO 2º PRÊMIO INTERNET SEGURA

POR SUELI DOS SANTOS | Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. | FOTOS DIVULGAÇÃO

 

O comércio eletrônico brasileiro tem apresentado constantes sinais de crescimento. No primeiro trimestre de 2009 foi registrado aumento de 25%, gerando faturamento total de R$ 2,3 bilhões. A expectativa é que até o final do ano o faturamento atinja R$ 13,2 milhões e 17 milhões de pessoas estejam comprando pela internet. É claro que esse movimento desperta o interesse de criminosos, sempre interessados em novas áreas de atuação.

Para estimular a divulgação de informações que ajudem o internauta a adquirir conhecimentos sobre comportamentos seguros no mundo virtual, o Movimento Internet Segura (MIS) e o Comitê da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net), dedicado a orientar o usuário da rede quanto às melhores práticas de navegação, criaram o Prêmio Internet Segura de Jornalismo, em sua segunda edição, que este ano registrou crescimento de 39% no número de profissionais e de reportagens participantes em relação à edição anterior.

Ao todo, 57 autores foram avaliados com 74 trabalhos produzidos durante o ano de 2008 e os primeiros três meses de 2009. Na premiação do ano passado, concorreram 41 pessoas e 53 matérias.

A jornalista da revista  Security Sandra Cunha foi uma

das vencedoras da 2ª Edição do Prêmio Internet Segura na Categoria Veículos Especializados em Tecnologia, com a reportagem “Crescimento do comércio eletrônico eleva o número de fraudes”, publicada na edição nº 82, em novembro do ano passado.

A reportagem abordou as diversas formas de fraude no meio eletrônico e os meios de evita-las. É a segunda premiação da jornalista pela  Security. Em 2005, rece- beu da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) o prêmio pela matéria “O crime não poupa sequer as praças de pedágio”.

Os jornalistas premiados foram:

  • Sandra Cunha ( Security Brasil ) –  Categoria Veículos Especializados em Tecnologia;
  • Walace Lara ( Bom Dia Brasil - TV Globo) - Categoria Veículos de Cobertura Generaliza- da; e
  • Daniela Arrais e Gustavo Villas Boas ( Folha de S.Paulo) – Categoria Especial Proteção da Infância e Adolescência.

CONSUMIDORES APROVAM VENDAS ON-LINE

Momentos antes da premiação, a consultoria e-bit lançou, em parceria com o Movimento Internet Segura (MIS) e o Comitê da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (câmara-e.net), o “Índice de Confiança do e-Consumidor”.

O índice é dedicado a orientar o usuário da internet quanto às melhores práticas de navegação. O comércio eletrônico brasilei- ro foi aprovado por 86,3% das pessoas que compraram algum item pela internet no mês de abril. De acordo com o coordenador do Movimento Internet Segura, Djalma Andrade, o patamar de aprovação de abril foi o maior do ano: nos três meses anteriores a satisfação dos compradores havia ficado em 85,87% (janeiro), 85,59% (fevereiro) e 85,90% (março).

O diretor da e-bit, Pedro Guasti, explicou que a avaliação dos consumidores é colhida por meio de pesquisas nas lojas conveniadas à e-bit: uma é feita no ato da compra e a outra, depois do recebimento do produto.

Segundo Andrade, o Índice de Confiança do e-consumidor vai servir como um termômetro para lojas e clientes. O índice deve ser divulgado mensalmente. Assim, os resultados obtidos refletem exatamente a opinião de quem efetivamente experimentou o canal de internet para consumo.

Com a matéria “A criminalidade não poupa sequer as praças de pedágio”, jornalista foi a vencedora na categoria Jornalismo Especializado

A jornalista Sandra Cunha foi a vencedora da segunda edição do Prêmio ABCR de Jornalismo, na categoria Jornalismo Especializado, cuja cerimônia aconteceu no Riocentro, durante o 4o Congresso Brasileiro de Concessão de Rodovias. Promovido  pela  Associação Brasileira  de  Concessionárias  de Rodovias,  o  prêmio  tem  por  objetivo incentivar  a  publicação  de matérias e o debate de idéias sobre o Programa Brasileiro de Concessão de Rodovias. Foram  premiados  os  melhores trabalhos nas seis categorias: Jornalismo  Impresso  Especializado, Jornalismo Impresso Não-Especializado, TV, Rádio, Internet e Foto-jornalismo.

Na categoria Jornalismo Especializado, a matéria intitulada “A criminalidade não poupa sequer as praças de pedágio”, publicada na revista Security, que circulou entre janeiro e fevereiro deste ano, a jornalista Sandra Cunha alerta sobre o problema dos assaltos nas praças de pedágio e destaca as medidas adotadas pelas concessionárias e pela Polícia Militar para coibir esse tipo de ação.

A reportagem “Calamidade”, dos jornalistas Aduari  Antunes Barbosa, Bernardo  de  La  Pena, Chico  Oliveira,  Heliana  Frazão, Isabela  Martin,  Letícia  Lins  e  Roberta Canetti, de O Globo, revela como a redução de investimentos públicos nos últimos anos levou as rodovias brasileiras a uma situação crítica,  aumentando  o  número  de mortes e a  ação  de  assaltantes  nas estradas.

A série que conquistou o prêmio na categoria TV, “Estradas e Rodovias”, do Jornal Nacional, produzida pelos jornalistas César Menezes, Francisco Tostes Walcacer, Paulo Renato  Soares e  Roberto  Machado  Filho,  da  TV Globo, mostra o trabalho de duas equipes que efetuaram um trajeto que já havia sido percorrido há três anos e traçaram uma radiografia de duas estradas que cruzam o País. O repórter César Menezes saiu de Fortaleza com  destino  a  Porto Alegre  pela  BR-116.  A  equipe  do jornalista Paulo Renato Soares fez o caminho inverso, pela BR-101. Foram percorridos mais de 4 mil quilômetros, quando os repórteres mostraram o que encontraram diariamente e o que efetivamente mudou no percurso.

A  reportagem  de  Daniel  Scola  “Rotas  de  fuga”, veiculada na Rádio Gaúcha e vencedora da categoria Rádio, aborda um importante problema do setor de concessão de rodovias: as rotas de fuga. O jornalista descreve  o  trajeto  efetuado pelos  motoristas  que buscam  fugir  de  pedágios  da  rodovia  RS-122,  em Caxias do Sul. Na e


A matéria “A outra face da concessão”, de Simone Perez, vencedora  da  categoria  Internet  e  publicada no site www.webdiario.com.br, mostra duas faces das rodovias privatizadas:  a  necessidade do  pagamento  para  o  uso  da rodovia e as ações de melhorias nas  estradas  propiciadas  por meio do valor pago pelo usuário.  Após  sete anos  do  início do programa de concessões no Estado de São Paulo, a repórter traça um perfil das obras e dos programas  socioeducativos realizados  na  ViaOeste,  em São Paulo.strada de terra batida, motoristas arriscam a vida e têm prejuízos para evitar pagar a tarifa cobrada pela concessionária.

O trabalho  “Retratos  do Brasil”, do fotógrafo José Luis da Conceição, de O Estado de São Paulo, mostra  a  dificuldade de motoristas e trabalhadores em trafegar pela rodovia Cuiabá Santarém,  a  BR-163,  que ainda não está completamente pavimentada.

O  Prêmio  ABCR  de Jornalismo,  mais  do  que  incentivar os jornalistas a informar sobre o setor de concessão de rodovias do País, premia o profissionalismo  e  reforça  a  convicção de  que  atuar  nessa profissão exige  extrema  responsabilidade, visto que o papel do jornalista é informar certo, mais e melhor, sempre.

Revista Security tem jornalista como finalista no 11º Prêmio Imprensa Embratel

A jornalista Sandra Cunha foi uma das finalistas da edição 2009 do Prêmio Imprensa Embratel, com a matéria de capa intitulada Segurança no E-commerce, matéria esta vencedora do prêmio oferecido pelo Movimento Internet Segura.

A grande final contou com 52 trabalhos que concorrem em 17 categorias, além do Grande Prêmio Barbosa Lima Sobrinho para o melhor trabalho. Os nomes dos profissionais premiados foram conhecidos na festa de entrega dos troféus, dia 11 de novembro, na casa de shows Canecão, no Rio de Janeiro.

A edição 2009 teve 1.219 trabalhos inscritos de todo o País.

Banner
Nós temos 25 visitantes online